Paulo Lima - O amor



Sou um pobre moço perdido na solidão 
De tanto que me doei, partido é meu coração,
E no espelho os olhos de quem ama 
Mas que duvida que ainda exista compaixão...
Sou aquele homem com muito amor 
E ninguém para valorizar, 
E voam lagrimas amargas 
Batendo asas a decolar...
Se não sou amado, é porque o amor ainda não me achou 
Viso encontra-lo, tão grisalho como um avô...
E tantas coisas tenho para contar, 
Amor em mim existe igual as estrelas refletidas ao mar,
Que coisa cruel não ter alguém para amar..

Paulo Lima 

Comentários