Paulo Lima - Um amor



Um abrir de uma flor
Ou uma estrela cadente,
Nem mesmo isso é suficiente para decifra-la...
Menina tão meiga, com tom de voz tão meigo
Que nem tem como não ama-la.

Aos poucos cativa a gente
Com um olhar tão contente
É capaz de me laçar,
Carisma esbanja de longe
E todo mundo quer abraçar.

Guerreira humilde
E por que não dizer do lar?
Sei que nela, a força, coragem e bondade
Veio do DNA.

Todo bichinho para ela é fofo
Gato, cachorro, cobra ou Tamanduá,
Basta um sorrido sincero
Faz qualquer um adotar.

Sobre ela não sei escrever
Nem ao menos dedilhar,
Mas é uma menina tão meiga
Que vivo tão louco a rimar.

Bela, e que beleza!
Quando ela passa todos pedem reprise ,
Só para ver novamente
Lisandra Louise.

Paulo Lima

Comentários